Saturday, June 11, 2011

Six FUFU estreia em Salvador

Por: Valdeck Almeida de Jesus




Hilária, cômica, engraçada, supreendente. São tantos adjetivos que se podem usar que é melhor melhor assistir para entender e morrer de rir. Faça como Tomomé, o apóstolo que só acreditava vendo. E vendo, você também vai saber do que se trata. São esquetes que brincam com o cotidiano, com as situações cômicas que se passam na vida de qualquer um. Mas, com o tom satírico, sarcástico e irônico, você só vai ver em Six Fufu. O nome da peça já é um trocadilho com a famosa frase “vá se …” que todo mundo conhece mas fica corado se ouvir alguém pronunciar em público.

Em cima do palco, por trás das máscaras, plumas e paetês, todo mundo cai na dança e pede mais. Na trama, arlequins, chapeuzinhos vermelhos, travestis, diabos, pastores e sapatões, sem falar na Gabrixuhebe e Jeflux, mandando todo mundo ir à merda. Nada agressivo, no entanto. As esquetes se entrelaçam, brincam com a “invenção dos viados”, Santa Ceia, traição de Judas, não necessariamente nessa ordem.

Quer dizer, ordem tem, mas as cenas são ágeis, dinâmicas e ao mesmo tempo tão loucas e inesperadas, que a graça está justamente na supresa, na sutileza. Prestar atenção e dar pitaco pode, principalmente durante a interação da Beata Sapatão com o público, na dança de lançamento de um CD de música satírica.

No papel de uma travesti que caça homem nas esquinas, Léo Dragone surpreende pela originalidade. Ele encarna uma bicha podre que caça homem nas esquinas com outra biba e uma prostituta. Na caçada, faz uma viagem entre o brega e a decadência, demostrando bem a vida difícil por que passam as profissionais do sexo. Na pele de uma “baiana arretada” com sotaque mexicano, Leo faz a travesti sair do lugar comum e atrai olhares para a transformação que imprime à personagem Pitinha Furacão. O Pastor Chênia, outra personagem de Léo Dragone, luta entre a vontade de fazer fechação e servir à Igreja da Talaga Violenta, enquanto contracena com a Beata Sapatão e Gabrixuhebe. Finalmente, na Santa Ceia, é a principal amiga de Jeflux, com quem divide confidências sobre experiências no mundo do pecado.

No elenco, novas estrelas da cena baiana: Adriana Lisboa, Anderson França, Carlos Ferreira, Felipe Ferreira, Léo Dragone, Marina Ramos, Milena Bahia, Rogério Gomes, Wagner Góes e Victor Victório.

Serviço:
O Que? Espetáculo Teatral Six fufu… Seis Comédias Infernais
Texto e direção: Fábio Tavares
Classificação 14 anos
Quando: Sábados e Domingos às 19:00H (entre 14 de Maio e 14 de Agosto/2011)
Onde: Centro Cultural Ensaio – Sala/ Teatro Paulo Autran
Contatos: (71) 3010-7122, 3328-3628
Endereço: Av. Leovigildo Filgueiras, 58 Garcia (próximo à Faculdade 2 de Julho) Ingressos: R$ 15,00 (inteira) R$ 7,50 (meia)

Fonte: Jornal do Brasil

Sunday, June 05, 2011

Fala Escritor: um grande Sarau para comemorar 20 edições...

Poesia e bate papo descontraído, regado a música, nas vozes de Belpa Mariani - divulgando seu primeiro CD - e Sávio Andrade, que promete Pocket Show de música e poesia, tendo como temática central O AMOR.

Em clima de romance, convidamos poetas, declamadores, recitalistas e principalmente escritores e seus rascunhos, o amor literalmente no ar, a poesia embalando a noite em mais uma edição que promete ser especial…

Atrações:
A cantora Belpa lançou seu primeiro CD no dia 22/12/2010, no Ciranda Café e logo em seguida fez um show no Teatro Eva Hertz, na Livraria Cultura. O disco, produzido por Kiko Souza e com composições de Márcio Valverde, teve os arranjos preparados por diversos músicos, como Duarte Velloso, Júlio Figueredo e Luciano Bahia. As 11 faixas, de acordo com Belpa, refletem sua própria vida e, juntas, são como uma colcha de fuxico, com diversos segmentos e com a essencial participação dos instrumentistas que a ajudaram nesse importante passo na carreira. No CD, as faixas estão divididas em samba, bolero, chula, pop, valsa… Se lhe perguntarem qual estilo canta, ela responde rapidamente: MPB, porque é muito vasta. Mas curte o que toca, o que emociona…

Sávio Andrade é cantor e toca violão desde os oito anos de idade. Ele começou seu trabalho musical nos palcos baianos em 2004, com o show choir Coronlaine, regido pelo maestro Cícero Alves Filho, tendo participado de diversos musicais com o grupo e de uma turnê nos Estados Unidos em 2005. Fez shows nos teatros Sesi e Acbeu, acompanhado pelo pianista e regente Eduardo Torres e pela pianista Kalinca Liss, sempre cantando o amor através de composições de Chico Buarque, Tom Jobim, Ivan Lins, Djavan, Vinícius de Moraes. É vocalista da Banda Compassos, na qual interpreta com muita harmonia e inglês impecável standards americanos de ícones como Nat King Cole, Frank Sinatra, Tony Bennett, Al Jareau, bem como canções de Elton John, Michael Jackson, George Michael e Michael Buble. Suas apresentações são sempre permeadas por muita poesia, outra grande paixão…

Novidade
Estará presente nesta edição a Academia de Cultura da Bahia, representada por seu presidente Benjamin Batista (foto com Cymar Gaivota), que convidará a todos para a cerimônia de posse dos novos acadêmicos, a ser realizada em 17 de junho na Capela da Faculdade Dois de Julho. Na mesma cerimônia de posse, será lançado mais um número da Revista da Academia.



Fala Escritor. Aqui você acontece!
O Fala Escritor foi idealizado pelo historiador Leandro de Assis e tem apoio dos jornalistas Carlos Souza, Cymar Gaivota e Valdeck Almeida de Jesus, da filósofa Fau Ferreira, do poeta e compositor Pinho Sannasc e da Administradora Renata Rimet.



Serviço
O que: Fala Escritor
Onde: Livraria Saraiva Shopping Iguatemi (Espaço Glauber Rocha).
Quando: Dia 11 de junho (sábado), a partir das 18h.
Entrada: Gratuita
Informações: (71) 8805-4708 / 8122-7231

Wednesday, June 01, 2011

As casas que acreditamos ser eternas

As casas que acreditamos ser eternas, primeiro livro publicado pelo autor,


é uma composição de poemas escritos entre 2001 e 2007, período de intensa produção.

O livro se divide em 3 partes:


- sal do tempo, composto principalmente de poemas afetivos;

- as casas que acreditamos ser eternas, composto especialmente de poemas críticos;

- vestes de sonhar, composto de poemas oníricos.



As vendas são feitas diretamente no site da AGBook ( www.agbook.com.br)

Valor.: livro impresso - R$ 27,32

ebook - R$ 9,65



Compre aqui: AGBOOK



Evandro Alves Maciel


http://eloarte.blogspot.com/

evandro@pompeia.sescsp.org.br 

Você já leu Memorial do Inferno, de Valdeck Almeida de Jesus?

Followers

About Me

My photo

VALDECK ALMEIDA DE JESUS nasceu em Jequié, Bahia, em 1966. Jornalista, trabalha, atualmente, como funcionário público, editor de livros e palestrante. Publicou os livros Memorial do Inferno: a saga da família Almeida no Jardim do Éden, Feitiço contra o feiticeiro, Valdeck é Prosa e Vanise é Poesia, 30 Anos de Poesia, Heartache Poems, dentre outros. Participa de mais de 30 antologias. É organizador e patrocinador do Prêmio Literário Valdeck Almeida de Jesus de Poesia, desde 2005. Expõe seus textos no site www.galinhapulando.com

Contato com o autor: poeta.baiano@gmail.com

Minhas Músicas


MusicPlaylistRingtones
Create a playlist at MixPod.com