Wednesday, July 18, 2012

22ª Bienal do Livro de São Paulo terá lançamento de "Como Escrever, Publicar e Divulgar um Livro"


Todo mundo quer ser escritor. Publicar um livro, porém, envolve custos e habilidades específicas que poucas pessoas conhecem. O que vale, mesmo, é acreditar no seu potencial e começar a escrever. Muitos grandes profissionais, de várias áreas do conhecimento tiveram suas obras recusadas por editoras e depois se tornaram artistas renomados por não desistirem. Mas a publicação, em si, já não é mais mistério. Há várias formas de colocar no papel aquele romance, conto, poema ou pensamento.

Mas o trabalho não terminha com impressão da obra. Aí começam novas etapas que envolvem outros profissionais. Valdeck Almeida de Jesus recebe diariamente perguntas relacionadas ao universo do livro e sempre as respondeu dentro do possível. Com o tempo, colecionou vários e-mails e transformou as respostas em um manual de fácil leitura e compreensão. Confira no livro e comece logo a escrever a grande obra de sua vida!

O lançamento acontece no estande da Livraria Loyola, no dia 17 de agosto de 2012, às 19:30h, ao preço de R$ 30,00, na 22a. Bienal Internacional do Livro de São Paulo

Seguem algumas dicas contidas no livro
1- Envio dos originais para editoras avaliarem – Na internet é fácil encontrar sites e endereços de editoras interessadas em novos autores. Algumas aceitam a obra via e-mail, outras preferem o material impresso ou em CD encaminhado pelos correios. É a tentativa mais fácil de publicar. Se o livro for escolhido, pode ser impresso e distribuído por todo o país, a depender do tamanho da editora.

2- Pagamento por uma publicação – Muitos escritores têm preferido esta modalidade. Contratam uma editora que produz o livro, prepara capa, faz correção ortográfica e gramatical e até noites de autógrafos. Para quem não tem tempo e deseja comodidade, é uma boa alternativa. Há empresas que se especializam a ponto de fazer a distribuição e venda do livro, bem como a divulgação dos seus autores na mídia. Os preços variam de acordo com o serviço contratado.
Se o próprio autor fica encarregado da divulgação e venda o negócio se complica, principalmente pelo fator “tempo” disponível para esta atividade e pela falta de experiência. O livro pode ficar encalhado na casa do escritor ou servir de presente para os amigos dele.

3- Publicar via Clube de Autores – Este site publica livros gratuitamente. Basta que o autor se cadastre e edite o seu livro por conta própria. A impressão é feita sob demanda, à medida que o próprio autor solicite exemplares ou que o livro seja vendido, via internet. Não há obrigatoriedade de permanecer no site. Se o livro fizer sucesso e o escritor quiser romper o contrato, isso é feito com facilidade e sem custo. Além do Clube de Autores (clubedeautores.com.br), há dois outros sites estrangeiros que lidam com este tipo de mercado: lulu.com e blurb.com

4– Contratação de um agente literário - O profissional contratado pode levar sua obra a diversas editoras e, a depender da habilidade dele e do conteúdo de seu livro, poderá ter seu trabalho publicado e patrocinado por uma editora. Este serviço não é barato. Há agentes que cobram até para analisar a obra.

5- Publicação na internet – É a forma mais fácil de publicar. Divulgação pela rede de computadores é muito fácil. Mas cobrar pelo livro é mais complicado. A vantagem é tornar-se conhecido e poder atrair uma editora interessada na popularidade do escritor. A publicação tanto pode ser em sites, blogs, flogs, como em livros eletrônicos, os chamados e-books. Algumas editoras já publicam, além da edição impressa, a versão eletrônica, acessível a um preço mais em conta. Há livros eletrônicos que se pode "baixar" para o computador e distribuiir gratuitamente. Outros vêm com proteção para abrir somente na máquina em que foi salvo pela primeira vez.

6– Participação em concursos literários – Há prêmios literários que pagam aos vencedores quantia em dinheiro ou publicação dos livros selecionados. A depender do prêmio, isso pode significar a divulgação na mídia nacional e/ou internacional e a contratação por uma editora. Esta é uma forma de entrar pela porta da frente no mercado editorial. No entanto, a maioria dos concursos e prêmios literários exigem o pagamento de uma taxa de inscrição. Muitos dos certames servem apenas a quem os promove. Portanto, a escolha por se inscrever precisa ser bem analisada.

7– Participar de antologias – Na internet proliferam as empresas e pessoas físicas que promovem livros escritos por vários autores. As antologias servem para escritores iniciantes e que não podem pagar pela edição de um livro solo. Os preços variam de acordo com a quantidade de páginas contratadas. Algumas iniciativas são louváveis, pois lançam os livros em coquetéis, cafés literários ou em bienais do livro. A maioria cobra inscrição para que o autor participe ou que compre antecipadamente uma quantidade determinada de exemplares. Pouquíssimas iniciativas não cobram taxa de inscrição. O Prêmio Literário Valdeck Almeida de Jesus de Poesia premia os selecionados com a publicação. Os primeiros dez colocados recebem um exemplar do livro. Os demais não recebem nem são obrigados a comprar.

8– Leis de Incentivo à Cultura – Há a Lei Rouanet e leis estaduais e municipais de incentivo à cultura. Todos os anos são abertas inscrições a editais que selecionam obras literárias nos vários gêneros. É bom ficar de olho. A desvantagem dessa modalidade é a burocracia, a infinidade de formulários e regulamentos, além da captação dos recursos que sempre fica por conta do escritor. Já existem empresas que executam todas as etapas desse processo, desde a inscrição até a prestação de contas final.

Divulgação, Distribuição e Vendas
Vencida a etapa da publicação, vem a parte crucial e que pode desestimular ao novo escritor. Para se vender um livro, colocá-lo numa livraria, divulgá-lo e fazer o produto final livro circular, é preciso ter sorte, pagar para distribuidoras de livros, pagar para a livraria colocar o livro em local visível na prateleira. Ou seja, o trabalho árduo do escritor não termina quando ele conclui a obra e envia para uma editora. Participar de debates, feiras de livros, palestras, simpósios e eventos relacionados à cadeia literária nem sempre é barato e acessível ao escritor iniciante. Estas atividades ajudam a tornar o autor conhecido e a divulgar o seu trabalho. Uma boa alternativa é o escritor visitar escolas, se integrar a projetos de incentivo à leitura, interagir com a comunidade, fazer rodas de leitura em bibliotecas etc. A dica é ficar antenado e procurar escritores mais experientes, trocar idéias, intercambiar informações. O resto, é esperar que o leitor aprove seu livro e o leve pra casa, leia e comente. O boca a boca é a melhor propaganda.

Revolução do processo literário
O mercado livreiro está concentrado nas mãos de poucas pessoas, que o controlam e ditam as regras. No processo em que o próprio escritor participa da produção, o círculo se quebra. O autor do livro pode ganhar em agilidade, pois tira todos os atravessadores do seu caminho. Não mais há pedra na sua rota. Do word o texto vai direto para a editoração. Ali, o escritor prepara o formato do livro, detalhes como tipo e tamanho de papel, desenho de capa etc. Vencida esta etapa, ele "publica" o livro na internet, envia para impressão e o próprio site se encarrega de remeter a encomenda a quem comprar, cobrando o devido preço. Adeus agente literário, gráfica, editor, distribuidor, livraria, vendedor etc... Ganha o mercado, ganha o escritor e ganha, muito mais, o leitor, que vai contar com uma variedade imensa de novos títulos a preços super em conta.

Sunday, July 15, 2012

Valdeck Almeida de Jesus tem texto na revista on-line Varal do Brasil

Direto da Suíça, Jacqueline Aisenman não para de divulgar cultura brasileira
Ascom - Galinha Pulando

ampliar Jacqueline Aisenman
A revista roda o mundo todo pela internet

E o Varal do Brasil, Literário sem frescuras!, traz para você mais um especial:

VARAL DO AMOR!

Falar de amor é a coisa mais fácil do mundo. Falar de amor é a coisa mais difícil do mundo. Depende de quem fale ou escreva, pode ser uma das duas opções. Porque o amor está em tudo, faz parte de tudo, é tudo.

O amor nós temos por nós mesmos e é o que nos faz ter forças para viver e enfrentar obstáculos. É o que sentimos por nossos filhos, nossos familiares, nossos amigos; o amor é o que sentimos por nossos parceiros na vida; pelos animais que convivem conosco ou mesmo por toda a natureza e seus maravilhosos reinos.

Ama-se o universo e a fé é um ato de amor. Ama-se com devoção, com paixão, com delicadeza, com vigor, com suavidade, com emoção!

Convidamos as pessoas para falar de amor porque falar de amor, seja de que jeito for, é muito importante.

Seriam os cinquenta primeiros inscritos, mas como os últimos dois chegaram ao mesmo tempo, temos então cinquenta e um escritores falando de amor!

Neste especial você vai encontrar todos os tipos de amor dos quais falamos acima e ainda mais. Fizemos uma volta ao mundo do amor.

Amor por uma cidade, amor pelo animal companheiro que partiu, amor pela pessoa que divide a vida conosco, amor por aqueles que colocamos no mundo, amor pelos oceanos, pela mãe terra, pela vida.

Nós poderíamos com certeza fazer aqui um especial com mais de duzentas páginas e o assunto não se esgotaria.

O Varal do Amor estende-se hoje e é mais atual do que nunca: falar de amor nunca foi mais importante do que agora, nestes tempos de pequenas e devastadoras guerras, revoltas, descasos com o ser humano, comos animais, o planeta por inteiro.

Precisamos urgentemente de amor, muito amor, mais amor.
Esta é nossa pequena contribuição. Que ler sobre o amor nos traga alegria e paz!

Sua equipe do Varal - Jacqueline Aisenman


Contribuição de Valdeck Almeida de Jesus:

Voando pelos aeroportos do mundo

Não importa quão longe você vá. Onde quer que resolva parar e viver, as necessidades básicas precisam ser satisfeitas.

No aeroporto de Lisboa, ou em qualquer outro, além de comer, descansar, usar sanitários ou internet para se comunicar, algo mais se impõe: o encontro.

Seja um caixa pra trocar dinheiro, uma tomada para recarregar a bateria do celular, ou um canto para sentar e observar ao redor. Outro encontro, este mais valioso e insubstituível é o olhar avistar e reconhecer alguém que estamos esperando.

O café “Slice of Variety”, em frente à saída de desembarque de passageiros, proporciona a quem ali se alimenta por necessidade física ou para ocupar um lugar privilegiado, ampla visão de quem chega de vários lugares do mundo.

Os olhos percorrem curiosos, vigilantes e ansiosos, cada movimento de pessoas, em busca de reconhecer o ente querido ou simplesmente o cliente, o patrão, quem chega. Não importa se negros, mestiços, asiáticos, sul-americanos ou noruegueses.

O ponto é de encontro, de identificação, de conexão.

Apesar de aeroporto ser um lugar de dispersão, de partida, é, também, lugar de chegada e de passagem, lugar de ninguém, território neutro, lugar nenhum, só se concretiza no encontro, na conexão entre seres afins e que se situam, no momento do encontro, em um mundo possível e concreto!

Lisboa, 21 de abril de 2012



Baixe a revista para ler ou guardar em seu computador aqui:

Wednesday, June 27, 2012

Jorge Amado é homenageado em livro na 22ª Bienal de São Paulo

Jornalista lança antologia com artigos, redações e crônicas em homenagem ao centenário de Jorge Amado

O livro “Prêmio Literário Valdeck Almeida de Jesus – Homenagem ao Centenário de nascimento de Jorge Amado (1912-2012)” será lançado no estande da PerSe Editora, em 10 de agosto, das 19 às 22 horas, mesmo dia do nascimento do grande Jorge. A obra é resultado de um concurso internacional patrocinado pelo jornalista jequieense Valdeck Almeida de Jesus e traz artigos, crônicas, redações e poemas de 64 escritores de várias partes do mundo. São eles: Abraão Leite Sampaio, Adriana Quezado, Agostinha Monteiro, Alice Gödke, Amanda Löwenhaupt, Ana Claudia de Souza de Oliveira, Ana Rosa de Oliveira, André Kondo, Beatriz Moraes Ferreira, Betty Silberstein, Bruno Monteiro Flores, Carlos Souza, Clarissa Damasceno Melo, Crispim Santos Quirino, Danilo Souza Pelloso, Denílson da Silva Araújo, Dhiogo José Caetano, Diogo Cantante, Diogo Rocha Braga, Domingos Alberto Richieri Nuvolari, Ed Carlos Alves de Santana, Edweine Loureiro, Elson Carvalho Alves, Eulália Cristina Costa e Costa, Gil Nascimento, Gustavo Zevallos, Isadora Sabar, Janio Felix Filho, Josafá de Orós, Júlio César Freid’Sil, Karline da Costa Batista, Léa Costa Santana Dias, Lénia Aguiar, Lina Macieira, Lucas Expedito Claro Prado, Lúcia Amélia Brüllhardt, Marcelo Canto, Márcio Santos Sales, Maria da Conceição Braga de Castro, Maria das Graças Evangelista Santos, Maria Fernanda Reis Esteves, Maria José de Oliveira Santos, Maria Letra, Maria Luiza Falcão, Marilene Maria de Oliveira, Marilene Oliveira de Andrade, Marina Fernanda Veiga dos Santos de Farias, Neva Scarazzati de Oliveira, Nubia Estela, Olmira Daniela Schaun da Cunha, Paula Alves, Quitilane Pinheiro dos Santos, Renata Leone, Renata Rimet, Roberto Augusto de Piratininga Ferrari, Roseli Princhatti Arruda Nuzzi, Silas Correa Leite, Silvia Helena Machuca, Silvio Parise, Solange Gomes da Fonseca, Varenka de Fátima Araújo, Vó Fia e Zeca São Bernardo.

Jorge Amado é sinônimo de Brasil, de Bahia, de brasilidade. Falar da obra é falar do ser humano criador; falar das personagens é identificar o falar natural das pessoas da rua, da gente que circula e inunda praças e avenidas desse grande país, que é mais interior do que capital. A presença de Jorge está nas esquinas, nos costumes, que o tempo não deixa morrer. O escritor está vivo, sempre, na vasta e diversa obra. E o tempo, senhor da vida, junto com a justiça dos orixás que protegem Jorge Amado, imortalizam a obra desse homem.

CONCURSO LITERÁRIO
O certame acontece desde 2005 e tem o apoio do Núcleo Baiano da União Brasileira de Escritores, que se junta à justa homenagem a Jorge Amado. Totalmente patrocinado pelo escritor Valdeck, o prêmio já publicou treze livros com mais de 1.100 textos diversos de autores do Brasil, Argentina, Espanha, Portugal, Estados Unidos, Moçambique, China, França, Inglaterra, Japão, Suécia e Suíça, num trabalho sobre-humano de difusão da literatura e da língua portuguesa.

VALDECK ALMEIDA DE JESUS (1966) é jornalista, funcionário público, editor, escritor e poeta. Embaixador Universal da Paz, Membro da Academia de Letras do Brasil, Academia de Letras de Jequié, Academia de Cultura da Bahia, Academia de Letras de Teófilo Otoni, Poetas del Mundo, Fala Escritor, Confraria dos Artistas e Poetas pela Paz e da União Brasileira de Escritores. Publicou “Memorial do Inferno: a saga da família Almeida no Jardim do Éden”,Feitiço contra o feiticeiro”, “Valdeck é Prosa e Vanise é Poesia”, “30 Anos de Poesia”, “Heartache Poems”, ”Yes, I am gay. So, what? – Alice in Wonderland”, “O MST e a Mídia: uma análise do discurso sobre o Movimento dos Sem Terra nos jornais A TARDE online e O Globo online” (co-autor: Jobson Santana), dentre outros, e participa de mais de 75 antologias. Organiza e patrocina o Prêmio Literário Valdeck Almeida de Jesus de Poesia, desde 2005, o qual já lançou mais de 1000 textos. Colabora com os sites Favas Contadas, Artigonal, Web Artigos, Recanto das Letras, Portal Literal, Portal Villas, Pravda, PodCultura, Overmundo, Comunique-se, Dzaí, Difundir, Jornal do Brasil, Só Artigos e À queima roupa. Tem textos divulgados nas rádios online Sol (Diadema-SP), Raiz Online (Portugal) e CBN (Globo). Site: www.galinhapulando.com



Local do Lançamento

22ª BIENAL INTERNACIONAL DO

LIVRO DE SÃO PAULO 2012



Dia 09 a 19 de Agosto de 2012, das 10 às 22 horas

Parque de Exposições Anhembi

Avenida Olavo Fontoura, 1209

Bairro Santana – São Paulo – SP

Monday, April 23, 2012

Salão do Livro de Genebra abre as portas para a nova literatura brasileira

SESSÕES DE AUTÓGRAFO, LEITURAS PARA CRIANÇAS E HOMENAGEM AO ESCRITOR JORGE AMADO
(PELA LIVRARIA VARAL DO BRASIL – STAND K1324)


Mariana Brasil, Nelma de Streel, Valdeck Almeida de Jesus e Jacqueline Aisenman


DIA 25 DE ABRIL (QUARTA-FEIRA)
10h30 às 12h30 Sessão de autógrafos com a autora Samaritana
13h00 às 15h00 Sessão de autógrafos com as autoras Josane Mary Amorim e Jacqueline Aisenman
15h00 às 15h30 Leitura para o público infantil
16h00 às 18h00 Sessão de autógrafos com a autora Flávia Assaife

DIA 26 DE ABRIL (QUINTA-FEIRA)
10h00 às 12h00 Sessão de autógrafos com o autor Valdeck Almeida de Jesus
12h30 às 14h30 Sessão de autógrafos com as autoras Ana Miquelin e Rosemary Mantovani
14h30 às 16h30 Sessão de autógrafos com a autora Val Beauchamp
17h00 às 19h00 Sessão de autógrafos com os autores Jacqueline Aisenman e Marcelo Madeira

DIA 27 DE ABRIL (SEXTA-FEIRA)
10h30 às 12h30 Sessão de autógrafos com as autoras Flávia Assaife e Laudecy Ferreira
13h00 às 15h00 Sessão de autógrafos com o autor Marcelo Candido Madeira
15h00 às 16h00 Homenagem ao escritor Jorge Amado através do cordel do escritor Valdeck Almeida de Jesus e com coordenação e música de Marcelo Candido Madeira no palco Scène Libre
18h30 às 20h30 Sessão de autógrafos com a autora Mariana Brasil

DIA 28 DE ABRIL (SÁBADO)
10h00 às 10h30 Leitura para o público infantil
13h30 às 15h30 Sessão de autógrafos com os autores Lúcia Amélia Brullhardt e Valdeck Almeida de Jesus
15h30 às 17h30 Sessão de autógrafos com a autora Laudecy Ferreira
17h30 às 19h00 Sessão de autógrafos com as autoras Sandra Bettonte e Mariana Brasil

 
DIA 29 DE ABRIL (DOMINGO)
10h00 às 10h30 Leitura para o público infantil
11h30 às 13h30 Sessão de autógrafos com a autora Ana Miquelin
14h00 às 16h00 Sessão de autógrafos e leitura para o público infantil com a autora Beti Rozen
17h30 às 19h00 Sessão de autógrafos com as autoras Josane Mary Amorim e Jacqueline Aisenman

*Todos os dias no stand da Livraria, bate-papo com os autores
** Entrada gratuita na quarta-feira

Thursday, January 12, 2012

VIII Prêmio Literário Valdeck Almeida de Jesus – redação


apoio: união brasileira de escritores – núcleo bahia



Edição em homenagem ao centenário de nascimento de jorge amado (1912-2012)



1 - O Prêmio Literário Valdeck Almeida de Jesus visa estimular novas produções literárias e é dirigido a candidatos de qualquer nacionalidade, residentes no Brasil ou no exterior, desde que seus trabalhos sejam escritos em língua portuguesa.



2 – As inscrições acontecem de 01 de janeiro de 2012 a 30 de maio de 2012, através do e-mail valdeck2007@gmail.com (crônicas, artigos e resenhas de até 50 linhas, minibiografia de até cinco linhas, endereço completo, com CEP e fone de contato e DDD). Os textos devem vir DENTRO do corpo do e-mail e anexados em formato Word. Inscrições incompletas serão desclassificadas. Vale a data de postagem no e-mail. Não serão aceitas inscrições pelos correios.



3 - A obra não precisa ser inédita e deve versar sobre a vida e/ou obra Jorge Amado. Serão aceitos, também, textos sobre escritores e poetas malditos, esquecidos, não editados há muitos anos, sejam de Angola, Brasil, Cabo Verde, Guiné-Bissau, Macau, Moçambique, Portugal, São Tomé e Príncipe e Timor-Leste. Serão aceitas, também, redações sobre temas africanos, Copa do Mundo de Futebol de 2014 e sobre escritores de outras partes do mundo, desde que os textos sejam escritos em língua portuguesa. Cada autor responderá perante a lei por plágio, cópia indevida ou outro crime relacionado ao direito autoral. A inscrição implica concordância com o regulamento e cessão dos direitos autorais apenas para a primeira edição do livro, bem como autorização para divulgar o nome e/ou imagem do autor em qualquer meio de comunicação.



4 - Uma equipe de escritores faz a seleção de apenas um texto por autor. A premiação é a publicação do texto selecionado em livro, em até seis meses do encerramento das inscrições. Sugere-se que os escritores selecionados criem um blog gratuito ou usem seus blogs pessoais, após a divulgação do resultado do concurso, para dar visibilidade ao trabalho de todos os participantes. Os casos omissos serão decididos soberanamente pela equipe promotora. Os textos podem receber correções, conforme o Novo Acordo Ortográfico. Serão eliminados do concurso os autores que não responderem aos e-mails da comissão para aprovação/desaprovação das correções.



5 - O autor que desejar adquirir exemplares do livro deverá fazê-lo diretamente com a editora ou com o organizador do prêmio. Os primeiros dez classificados receberão um exemplar gratuitamente. Os demais podem receber, a critério da organização do evento e da disponibilidade de recursos financeiros.



Modelo de ficha de inscrição:



Paulo Pereira dos Santos

Rua Santo André, 40 – Edf. Pedra – Apt. 201

35985-999 – Portão

Belo Horizonte-MG

(31) 3366-9988, 8877-8999



Modelo de minibiografia:



Paulo Pereira dos Santos é natural de Santana-PB. Escritor, poeta e jornalista, tem dois livros publicados: “Antes de tudo” e “Até amanhã”. Participa de cinco antologias de poesias. Graduado em comunicação social. Menção honrosa em diversos concursos de poesia. Tem dois livros no prelo e pretende lançá-los em 2012.








Lançamentos:



Antologia: Bienal do Livro da Bahia, em abril/2005 e 2007;

Antologia: III Corredor Literário da Paulista, em outubro/2007;

Antologia: Na 20ª Bienal do Livro de São Paulo e na Feira do Livro de Sergipe, em 2008 e na 9ª Bienal do Livro da Bahia;

Antologia: Bienal do Livro do Rio de Janeiro, em setembro de 2009 e no Espaço Castro Alves, num grande shopping da Bahia;

Antologia: Bienal do Livro de São Paulo, em 21.08.2010;

Antologia: Bienal do Livro do Rio de Janeiro, em 03.09.2011 e 02.11.2011 na 10ª Bienal do Livro da Bahia;

Antologia: Bienal do Livro do São Paulo, em agosto de 2012;





MAIS INFORMAÇÕES:



Valdeck Almeida de Jesus

Tel: (71) 8805-4708


Site do Organizador: www.galinhapulando.com

Você já leu Memorial do Inferno, de Valdeck Almeida de Jesus?

Followers

About Me

My photo

VALDECK ALMEIDA DE JESUS nasceu em Jequié, Bahia, em 1966. Jornalista, trabalha, atualmente, como funcionário público, editor de livros e palestrante. Publicou os livros Memorial do Inferno: a saga da família Almeida no Jardim do Éden, Feitiço contra o feiticeiro, Valdeck é Prosa e Vanise é Poesia, 30 Anos de Poesia, Heartache Poems, dentre outros. Participa de mais de 30 antologias. É organizador e patrocinador do Prêmio Literário Valdeck Almeida de Jesus de Poesia, desde 2005. Expõe seus textos no site www.galinhapulando.com

Contato com o autor: poeta.baiano@gmail.com

Minhas Músicas


MusicPlaylistRingtones
Create a playlist at MixPod.com